Ir a la Home > Instituições de ensino no Portugal > Universidades > Pontificia Universidad Javeriana

Información

Resumo histórico

No dia 13 de junho de 1623, a Audiência e o Arcebispo reconheceram o Breve Pontifício e a Real Cédula que autorizavam os graus acadêmicos no Colégio que a Companhia de Jesus havia criado em Santa Fé em 1604. Então, os alunos que já tinham estudado ali receberam seu título. Deve-se lembrar de que os alunos do Colégio Seminário de São Bartolomeu, fundado pelo Arcebispo Lobo Guerrero em 1605 e encomendado aos jesuítas desde então, estudavam também no Colégio da Companhia. Esta data marca a origem do que se conheceria nos tempos coloniais como Universidade e Academia de San Francisco Javier, suspensa em 1767 e restabelecida em 1930 com o nome de Universidad Javeriana.

Período Colonial

O Breve “In Supereminenti” do Papa Gregoria XV, dado no dia 9 de julho de 1621, foi o documento jurídico que deu “valor universitário aos cursos dados nos colégios da Companhia de Jesus na América” e “ao títulos de grau um valor universal” (J.M. Pacheco, S.J., Los Jesuitas en Colombia, T.U., pág. 513). O Rei Felipe III, da Espanha, através da Cédula de 2 de fevereiro de 1622 ordenou às autoridades da América a executar o Breve Pontifício, abrindo assim o caminho para a fundação da Javeriana. Em uma solene cerimônia, o P. Baltasar Mas, S.J., apresentou à Academia de Santa Fé o Breve Pontifício e a Cédula Real no dia 13 de junho de 1623. Nestas novas condições se outorgaram os primeiros títulos de Bachiller em Artes e Teologia àqueles que tempo atrás tinham  aprovado no colégio da Companhia de Jesus nos cursos correspondentes.

No dia 1 de abril de 1636 começaram na Javeriana as primeiras aulas de Medicina dadas no Novo Reino; o catedrático foi o ilustre Licenciado Rodrigo Enríquez de Andrade, “protomédico deste reino”, graduado na Universidad de Alcalá. Cinco anos mais tarde, suspenderam a cátedra “por falta de alunos”.

No dia 23 de junho de 1704, a Academia de San Francisco Javier foi elevada pelo Papa Clemente XII à categoria de Universidade Pública, em virtude do Breve “In Apostolicae dignitatis”. O Reis da Espanha, por sua parte, ratificou o Breve Pontifício.

Em março de 1706, começaram na Universidad Javeriana as primeiras aulas de Direito. Estas estiveram inicialmente a cargo do Licenciado Don Pedro Sarmiento, graduado na Universidad de Salamanca e fiscal da Real Audiencia.

No dia 31 de julho de 1767, os jesuítas foram expulsos dos domínios de Carlos III. Esta data marca a conclusão da primeira etapa da existência da Universidad Javeriana.

        Reitores da Universidad Javeriana durante este período:

        Baltasar Mas Burgués, S.J. - 1623
        Sebastían Murillo, S.J. - 1628
        Francisco de Fuentes, S.J. - 1636
        Francisco Sarmiento, S.J. - 1639
        Baltasar Mas Burgués, S.J. - 1641
        Juan Manuel, S.J. - 1642-1645
        Pedro Fernández, S.J. - 1646
        Juan Gregorio, S.J. - 1651
        Francisco Varaiz, S.J. - 1653
        Juan Gregorio, S.J. - 1657
        Gaspar Cujía, S.J. - 1659
        Bartolomé Pérez, S.J.
        Juan de Santiago, S.J. - 1673
        Juan Martínez R., S.J. -1677 -1681
        Francisco álvarez, S.J. - 1682
        Pedro de Mercado, S.J. - 1686
        Pedro Calderón, S.J. - 1706
        Diego de Tapia, S.J. - 1733 -1734
        Mateo Mimbela, S.J. - 1735
        Francisco Cataño, S.J. - 1737
        Jaime López, S.J. - 1738 -1741
        Tomás Casabona, S.J. - 1743 - 1749
        Ignacio Ferrer, S.J. - 1756
        Manuel Román, S.J. - 1761
        Manuel Zapata, S.J. - 1764 -1765
        Nicolás Candela, S.J. - 1767.


Período atual

No dia 1 de outubro de 1930, 30 anos depois da Universidad ter sido fechada, foi assinada a Ata de Fundação da Universidad Javeriana. Um comunicado da Sagrada Congregação de Seminários e Universidades parabenizava os Padres da Companhia de Jesus pela iniciativa e enfatizava a missão da sua universidade de formar cristã e cientificamente a juventude colombiana. No dia 16 de fevereiro de 1931 foi inaugurado o primeiro ano acadêmico com a Missa do Espírito Santo, celebrada na Igreja de Sna Ignacio. O padre José Salvador Restrepo, S.J., foi o primeiro reitor da restaurada universidade.

A unidade docente com a qual começaram os trabalhos da universidade na sua segunda etapa foi a Faculdade de Ciências Econômicas e Jurídicas. O primeiro decano foi o padre Jesus Maria Fernández, S.J., que sucedeu o padre Félix Restrepo, SJ., cujo nome se vinculou definitivamente desde então à Universidad Javeriana.

No dia 31 de julho de 1937, festa de San Ignacio de Loyola, a Santa Sede instituiu a canonicamente a Universidad Javeriana e no dia 24 de agosto desse mesmo ano aprovou seus estatutos. No começo do ano seguinte a honrou com o título de Pontifícia.

Sucessivamente, foram sendo criadas novas faculdades, até formar o magnífico elenco que atualmente constitui o coração da da universidade no seu trabalho docente. Os estatutos que atualmente a regem foram aprovados pela Santa Sede no dia 27 de abril de 1978. Receberam depois pequenas modificações, aprovadas também pela Santa Sede, e reconhecidas pelo Governo Colombiano na Resolución N° 5117 del Ministerio de Educación Nacional, do dia 116 de maio de 1985 (Diario Oficial N 37070, 22 de julho de 1985).

No dia 6 de outubro de 1970l, para responder às petições da comunidade de Valle del Cauca e às gestões concretas de um grupo de contadores em exercício que queriam ter um título profissional, a Universidad começou em Cali um Programa de Contabilidade Pública, o qual foi a origem da chamada Extensão da Universidad Javeriana em Cali. No dia 20 de novembro de 1978, o Conselho Diretivo Universitário propôs  para a Extensão o nome Seccional de Cali, com uma organização similar à da Sede Central em Bogotá e sob as mesmas autoridades superiores. O conselho de Regentes, a pedido do Conselho Diretivo, adotou o nome de Seccional de Cali.

        Reitores da Universidad Javeriana durante este período:

        José Salvador Restrepo, S.J. 1930 -1932
        Jesús María Fernández, S.J. 1932 -1935
        Alberto Moreno, S.J. (E) 1935
        Carlos Ortiz, S.J. 1935 -1941
        Francisco Javier Mejía, S.J.(E) 1941
        Félix Restrepo, S.J. 1941 - 1950
        Emilio Arango, S.J. 1950 -1955
        Carlos Ortiz, S.J. (E) 1955 -1956; (Rector) 1956 -1960
        Jesús Emilio Ramírez, S.J. 1960 -1966
        Fernando Barón, S.J. 1966 -1970
        Alfonso Borrero, S.J. 1970 -1977
        Roberto Caro, S.J. 1977-1983
        Jorge Hoyos Vásquez, S.J. 1983 -1989
        Gerardo Arango Puerta, S.J. 1989 -1998
        Gerardo Remolina Vargas, S.J. 1999 - 2007
        Joaquín Emilio Sánchez García, S.J. iniciando en el año 2007

Histórico de cursos de Pontificia Universidad Javeriana:

Utilizamos cookies para melhorar nossos serviços.
Se continuar navegando, aceita o seu uso.
Ver mais  |