Home > Pós-graduação > Fonoaudiologia > Lisboa - Cidade > Pós-Graduação em Comunicação Inclusiva em Intervenção Precoce na Infância [ECATI] - Lisboa - Cidade - Lisboa

Pós-Graduação em Comunicação Inclusiva em Intervenção Precoce na Infância [ECATI]

Solicite informação sem compromisso Universidade Lusófona

Para enviar a solicitaçao, você deve aceitar a Política de Privacidade

Comentários sobre Pós-Graduação em Comunicação Inclusiva em Intervenção Precoce na Infância [ECATI] - Presencial - Lisboa - Cidade - Lisboa

  • Objectivos
    Estudar e aprofundar em aula e na elaboração do projeto final e/ou de Projetos de Investigação e Desenvolvimento, a desenvolver no próprio curso ou em colaboração com outras áreas científicas congéneres e afins, nacionais e estrangeiras, designadamente:



    1-As complexas problemáticas comunicacionais e sociocomunicacionais das crianças com problemas sensoriocognitivos e sociocognitivos, neuromotores, patologias neurogénicas da comunicação e outros, com base em metodologias estratégicas de intervenção precoce, que viabilizem a comunicação recíproca mediante o recurso à comunicação aumentativa e alternativa, tecnologias e produtos de apoio e meios humanos auxiliares de comunicação, visando a progressiva e natural instauração da educomunicação inclusiva;



    2-Os principais conteúdos programáticos com enfoque científico nas problemáticas complexas da comunicação e da educação inclusivas em Intervenção Precoce na Infância, bem como nas suas implicações na vida familiar, escolar e social das crianças com deficiência e/ou em situação de risco de a vir a adquirir;



    3-Uma aprofundada intercompreensão sobre os conceitos e práticas educomunicacionais interventivas aplicáveis nas diversa
  • Dirigido a
    Profissionais de comunicação e educação inclusivas; Técnicos de Intervenção Precoce na Infância; Professores de educação especial; Educadores de infância; Técnicos de reabilitação; Terapeutas da fala; Terapeutas ocupacionais; Psicólogos; Enfermeiros; Fisioterapeutas; Osteopatas; outros Técnicos de saúde e de intervenção social.
  • Conteúdo
    Formar Profissionais nas áreas da comunicação e da educação, da educação pré-escolar, da saúde, da reabilitação e da ação social, habilitando-os com as adequadas capacidades e competências pessoais e sociais para: 
    - Lidar proficientemente com as complexas problemáticas comunicacionais e sociocomunicacionais das crianças com problemas sensoriocognitivos e sociocognitivos, neuromotores, patologias neurogénicas da comunicação e outros, com base em metodologias estratégicas de intervenção precoce, que viabilizem a comunicação recíproca mediante o recurso à comunicação aumentativa e alternativa, tecnologias e produtos de apoio e meios humanos auxiliares de comunicação, visando a progressiva e natural instauração da educomunicação inclusiva; 
    - Aplicar os conhecimentos científicos adquiridos nas complexidades comunicacionais e educacionais inclusivas em Intervenção Precoce na Infância, bem assim nas suas implicações na vida familiar, escolar e social das crianças com deficiência e/ou em risco de a vir a adquirir;
    - Desenvolver uma aprofundada e partilhada intercompreensão sobre os conceitos e práticas educomunicacionais e interrelacionais, aplicáveis nas diversas tipologias da deficiência e alterações do desenvolvimento nos primeiros anos de vida;
    - Investigar e desenvolver formas de abordagem científica e de boas práticas inclusivas, visando a sensibilização e o envolvimento das famílias, de profissionais e investigadores, dos estabelecimentos escolares e instituições, dos media, do Estado e da sociedade civil para a vital importância do processo inclusivo do desenvolvimento da suplência multissensorial e sociocognitiva, do relacionamento e interação das crianças com deficiência e/ou em risco;
    - Dominar e aplicar as adequadas metodologias e estratégias para a utilidade e aplicação dos diferentes sistemas comunicacionais específicos e processos educomunicacionais e interrelacionais inclusivos em Intervenção Precoce na Infância;
    - Estudar, desenvolver e implementar processos interventivos para o estabelecimento da necessária consensualidade educomunicacional na realização de uma aprofundada e continuada reflexão e implícito desempenho na estruturação de metodologias e estratégias sociocomunicacionais e sócio educativas para a Intervenção Precoce na Infância, ao mesmo tempo fomentando a natural inclusão e qualidade de vida das crianças com necessidades especiais e/ou em situação de risco e respetivas famílias, numa perspetiva preventiva, habilitativa e reabilitativa, envolvendo uma organização e gestão inclusiva de serviços.

Outro curso relacionado com Fonoaudiologia

Utilizamos cookies para melhorar nossos serviços. Se continuar navegando, consideramos que aceita o seu uso. Ver mais  |