Home>Licenciatura>Engenharia>Setúbal - Setúbal>Licenciatura em Engenharia de Conservação e Reabilitação - Setúbal - Setúbal - Setúbal
 

Licenciatura em Engenharia de Conservação e Reabilitação

Loading...

Solicite informação sem compromisso
IPS - Instituto Politécnico de Setúbal

Licenciatura em Engenharia de Conservação e Reabilitação - Setúbal - Setúbal - Setúbal

Nome
Apelido
E-mail
Telefone
Teléfono Fixo ou Celular [Prefijo+ nº]
 
 
 
 
Distrito
Concelho
País
Para enviar a solicitaçao, você deve aceitar a política de privacidade
* Campos obrigatórios

Em breve um responsável de IPS - Instituto Politécnico de Setúbal, entrará em contacto contigo para mais informações.
Por favor, preencha todos os campos corretamente
Imagens - IPS - Instituto Politécnico de Setúbal:
Foto Centro IPS - Instituto Politécnico de Setúbal Setúbal
Foto Centro IPS - Instituto Politécnico de Setúbal Setúbal
AnteriorAnterior
PróximaPróxima
Centro IPS - Instituto Politécnico de Setúbal Setúbal Portugal
Foto Centro IPS - Instituto Politécnico de Setúbal Setúbal
IPS - Instituto Politécnico de Setúbal Setúbal - Setúbal Setúbal Portugal
Foto IPS - Instituto Politécnico de Setúbal Setúbal - Setúbal Setúbal
Centro IPS - Instituto Politécnico de Setúbal Setúbal - Setúbal Setúbal
Licenciatura em Engenharia de Conservação e Reabilitação - Setúbal - Setúbal - Setúbal Comentários sobre Licenciatura em Engenharia de Conservação e Reabilitação - Setúbal - Setúbal - Setúbal
Objectivos:
Curso de Licenciatura em Engenharia de Conservação e Reabilitação, a funcionar a partir do ano lectivo 2006/2007, corresponde à adequação do curso bietápico de licenciatura em Engenharia de Conservação e Reabilitação, actualmente em funcionamento, apresentando uma duração de 6 semestres (180 créditos ECTS).
Diploma:
Licenciatura em Engenharia de Conservação e Reabilitação
Conteúdo:
Actualmente, o índice de área construída em Portugal atingiu níveis tais que, em termos de sustentabilidade económica e ambiental, obrigam a que o mercado da construção comece a encarar e a atribuir maior importância à conservação e reabilitação das construções existentes. Esta actividade debate-se, no entanto, com a notória falta de técnicos com formação nestas áreas, nomeadamente no que se refere:
  • a conhecimentos históricos, que permitam detectar e prever condicionantes relacionadas com o funcionamento das estruturas;
  • ao domínio de técnicas construtivas de diferentes épocas e das metodologias melhor adaptadas às operações de conservação e reabilitação;
  • ao conhecimento dos materiais adoptados na construção e da sua compatibilidade com os materiais a utilizar na intervenção;
  • às técnicas de reforço melhor adequadas à intervenção na estrutura;
  • a aspectos relacionados com a reutilização de materiais, etc.

Assim, com a formação de Engenheiros de Conservação e Reabilitação pretende-se dotar o mercado de técnicos superiores capazes de resolver problemas de ordem tecnológica, possuidores de conhecimentos do objecto arquitectónico em que irão intervir, dos processos construtivos adoptados na sua execução, dos materiais empregues (domínio das propriedades mecânicas e químicas dos materiais que lhes permitam especificar correctamente soluções compatíveis, económicas e duráveis), de patologias da construção (suas causas e processos adequados de reparação), metodologias de intervenção (técnicas de reforço), etc.

Pretende-se que os licenciados em Engenharia de Conservação e Reabilitação obtenham competências específicas que lhes permitam:
  • apoiar a gestão, direcção e fiscalização de obras de conservação e reabilitação;
  • dar apoio na elaboração de projectos de conservação e reabilitação;
  • intervir, ao nível das estruturas autárquicas, no acompanhamento e análise de obras e projectos de conservação e reabilitação;
  • dar assessoria técnica a pequenas e médias empresas de construção na sua área de especialidade.
Outro curso relacionado com Licenciatura de Engenharia: