Home > Pós-graduação > Medicina > Porto - Cidade > Pós-Graduação em Cuidados Continuados-Abordagem Integrada na Saúde - Porto - Cidade - Porto

Pós-Graduação em Cuidados Continuados-Abordagem Integrada na Saúde

Solicite informação sem compromisso CESPU - Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário

Para enviar a solicitaçao, você deve aceitar a Política de Privacidade

Comentários sobre Pós-Graduação em Cuidados Continuados-Abordagem Integrada na Saúde - Presencial - Porto - Cidade - Porto

  • Objectivos
    Pretende-se que, no final do curso, o formando seja capaz de: -Demonstrar os conhecimentos indispensáveis nas áreas do controlo sintomático, da comunicação com o doente e a família, e no trabalho em equipa, num contexto de prestação de cuidados continuados e paliativos, segundo os valores e princípios dos cuidados paliativos holísticos; -Demonstrar competências na implementação de um plano assistencial de qualidade em conformidade com a filosofia dos cuidados paliativos à pessoa com doença grave e intenso sofrimento e/ou com doença crónica, avançada e progressiva, bem como ao seu grupo social de pertença, maximizando a sua qualidade de vida e diminuindo o sofrimento, sempre em colaboração com a restante equipa interdisciplinar; -Demonstrar aptidões de reflexão ética e crítica na análise de assuntos complexos inerentes à prática dos cuidados continuados e paliativos; Compreender e transformar a sua postura pessoal perante a doença, o sofrimento e a morte, de maneira a prevenir o risco pessoal de vir a sofrer de burnout. -Melhorar o seu auto-cuidado a fim de encarar a sua vida privada e profissional de forma mais efícaz e mais serena.
  • Dirigido a
    Licenciados em Psicologia, Medicina, Enfermagem, Assistência Social, Sociologia, Animação Sócio-cultural e outras áreas das Ciências da Saúde.
  • Titulação
    Especialista em Cuidados Continuados-Abordagem Integrada na Saúde
  • Conteúdo

    Introdução Vive em Portugal um vasto grupo de doentes que padecem de elevada dependência e de grande sofrimento associado. Os profissionais de saúde devem estar devidamente habilitados a prestar assistência humanizada e técnica, bem como cuidados de saúde adequados, por um empenho no bem-estar global do doente e da sua família. 

    Por esta razão queremos promover a causa dos Cuidados Continuados e Paliativos em Portugal, com uma abordagem integrada da saúde, contribuindo para a educação dos profissionais de saúde, e portanto à implementação dos objectivos da recentamente criada Rede de Cuidados Continuados Integrados. Pelo seu componente ?cuidados paliativos? esta formação visa a contribuir a um melhoramento dos cuidados continuados já existentes. 

    Os Cuidados Paliativos correspondem a uma filosofia que se centra na pessoa doente e não só na doença, atravès do controlo de todos os sintomas físicos e psicológicos, e que aborda questões do âmbito emocional, existencial e espiritual que o doente, a sua família, os cuidadores e os profissionais encaram, recusando a ideia de que ?já não há nada a fazer? sempre que o tratamento curativo falha os seus objectivos, e proporcionando a melhor qualidade de vida possível ao doente e à sua família. 

    Esta formação inovadora e equilibrada visa abranger também o bem estar do profissional de saúde, a todos os níveis-físico, psicológico e espiritual, para prevenir os riscos de burn out. 


    Estrutura curricular I - VALORES E PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DOS CUIDADOS CONTINUADOS 
    Abordagem holística da saúde-o sofrimento global. 

    II - CONTROLO DA DOR E DE OUTROS SINTOMAS 
    Princípios gerais, fisiopatologia e avaliação da dor. Controlo dos sintomas por meios farmacológicos e não-farmacológicos. Intervenção em situações menos frequentes e/ou de alta complexidade. Sintomas específicos de doenças não-oncológicas. Tratamento de Feridas e Úlceras de Pressão. Nutrição. Dependência e reabilitação numa abordagem integrada. Controlo da dor e qualidade de vida. 

    III - PREPARAÇÃO PESSOAL DO PROFISSIONAL DE SAÚDE 
    Abordagem psicológica e existencial do trabalho com doentes em fim de vida. 

    IV - COMUNICAÇÃO E RELAÇÃO TERAPÊUTICA 
    Prática da Entrevista na perspectiva da Relação de Ajuda. A Abordagem Centrada na Pessoa. A conferência familiar Comunicação entre o doente, a família e os profissionais. Comunicação dentro da equipa interdisciplinar. 

    V - DIGNITY THERAPY 
    Modelo de trabalho com doentes depressivos. Morte, dignidade e qualidade nos cuidados terminais. Apresentado pelo autor do modelo Professor Harvey Chochinov (University of Manitoba, Canadá). 

    VI - ÉTICA APLICADA AOS CUIDADOS CONTINUADOS 
    Princípios gerais. Questões éticas associadas ao trabalho com doentes em fim de vida. Princípios de beneficência e de não maleficiência. Testamento vital, consentimento informado, eutanásia, suicídio assistido.

    V - PSICOGERONTOLOGIA E PRESTAÇÃO DE CUIDADOS NA TERCEIRA IDADE 

    VI - ASSISTÊNCIA SOCIAL 
    Apoio social ao doente e à família. 

    VII - ABORDAGEM ESPIRITUAL DA DOENÇA, DO SOFRIMENTO, DA AGONIA E DA MORTE 
    A transformação da dor. Acompanhamento espiritual e religioso. Apoio na agonia. 

    VIII - PERDAS E LUTO 
    Acompanhamento do doente e da família nas várias etapas do processo da doença e morte. A ?Conspiração do Silêncio?. A criança perante a doença e a morte. 

    IX - TRABALHO DE EQUIPA INTERDISCIPLINAR 
    Organização, coordenação e funcionamento 

    X - APLICAÇÕES TERAPÊUTICAS 
    Casos clínicos. Painel representativo de uma equipa multidisciplinar. 
    Grupos de Encontro 
    Estágio 

Outro curso relacionado com Medicina

Utilizamos cookies para melhorar nossos serviços. Se continuar navegando, consideramos que aceita o seu uso. Ver mais  |