Home > Pós-graduação > Medicina > Porto - Cidade > Pós-Graduação em Cuidados Continuados-Abordagem Integrada na Saúde - Porto - Cidade - Porto

Pós-Graduação em Cuidados Continuados-Abordagem Integrada na Saúde

Solicite informação sem compromisso CESPU - Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário

Para enviar a solicitaçao, você deve aceitar a Política de Privacidade

Comentários sobre Pós-Graduação em Cuidados Continuados-Abordagem Integrada na Saúde - Presencial - Porto - Cidade - Porto

  • Objectivos
    Pretende-se que, no final do curso, o formando seja capaz de: -Demonstrar os conhecimentos indispensáveis nas áreas do controlo sintomático, da comunicação com o doente e a família, e no trabalho em equipa, num contexto de prestação de cuidados continuados e paliativos, segundo os valores e princípios dos cuidados paliativos holísticos; -Demonstrar competências na implementação de um plano assistencial de qualidade em conformidade com a filosofia dos cuidados paliativos à pessoa com doença grave e intenso sofrimento e/ou com doença crónica, avançada e progressiva, bem como ao seu grupo social de pertença, maximizando a sua qualidade de vida e diminuindo o sofrimento, sempre em colaboração com a restante equipa interdisciplinar; -Demonstrar aptidões de reflexão ética e crítica na análise de assuntos complexos inerentes à prática dos cuidados continuados e paliativos; Compreender e transformar a sua postura pessoal perante a doença, o sofrimento e a morte, de maneira a prevenir o risco pessoal de vir a sofrer de burnout. -Melhorar o seu auto-cuidado a fim de encarar a sua vida privada e profissional de forma mais efícaz e mais serena.
  • Dirigido a
    Licenciados em Psicologia, Medicina, Enfermagem, Assistência Social, Sociologia, Animação Sócio-cultural e outras áreas das Ciências da Saúde.
  • Titulação
    Especialista em Cuidados Continuados-Abordagem Integrada na Saúde
  • Conteúdo

    Introdução Vive em Portugal um vasto grupo de doentes que padecem de elevada dependência e de grande sofrimento associado. Os profissionais de saúde devem estar devidamente habilitados a prestar assistência humanizada e técnica, bem como cuidados de saúde adequados, por um empenho no bem-estar global do doente e da sua família. 

    Por esta razão queremos promover a causa dos Cuidados Continuados e Paliativos em Portugal, com uma abordagem integrada da saúde, contribuindo para a educação dos profissionais de saúde, e portanto à implementação dos objectivos da recentamente criada Rede de Cuidados Continuados Integrados. Pelo seu componente ?cuidados paliativos? esta formação visa a contribuir a um melhoramento dos cuidados continuados já existentes. 

    Os Cuidados Paliativos correspondem a uma filosofia que se centra na pessoa doente e não só na doença, atravès do controlo de todos os sintomas físicos e psicológicos, e que aborda questões do âmbito emocional, existencial e espiritual que o doente, a sua família, os cuidadores e os profissionais encaram, recusando a ideia de que ?já não há nada a fazer? sempre que o tratamento curativo falha os seus objectivos, e proporcionando a melhor qualidade de vida possível ao doente e à sua família. 

    Esta formação inovadora e equilibrada visa abranger também o bem estar do profissional de saúde, a todos os níveis-físico, psicológico e espiritual, para prevenir os riscos de burn out. 


    Estrutura curricular I - VALORES E PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DOS CUIDADOS CONTINUADOS 
    Abordagem holística da saúde-o sofrimento global. 

    II - CONTROLO DA DOR E DE OUTROS SINTOMAS 
    Princípios gerais, fisiopatologia e avaliação da dor. Controlo dos sintomas por meios farmacológicos e não-farmacológicos. Intervenção em situações menos frequentes e/ou de alta complexidade. Sintomas específicos de doenças não-oncológicas. Tratamento de Feridas e Úlceras de Pressão. Nutrição. Dependência e reabilitação numa abordagem integrada. Controlo da dor e qualidade de vida. 

    III - PREPARAÇÃO PESSOAL DO PROFISSIONAL DE SAÚDE 
    Abordagem psicológica e existencial do trabalho com doentes em fim de vida. 

    IV - COMUNICAÇÃO E RELAÇÃO TERAPÊUTICA 
    Prática da Entrevista na perspectiva da Relação de Ajuda. A Abordagem Centrada na Pessoa. A conferência familiar Comunicação entre o doente, a família e os profissionais. Comunicação dentro da equipa interdisciplinar. 

    V - DIGNITY THERAPY 
    Modelo de trabalho com doentes depressivos. Morte, dignidade e qualidade nos cuidados terminais. Apresentado pelo autor do modelo Professor Harvey Chochinov (University of Manitoba, Canadá). 

    VI - ÉTICA APLICADA AOS CUIDADOS CONTINUADOS 
    Princípios gerais. Questões éticas associadas ao trabalho com doentes em fim de vida. Princípios de beneficência e de não maleficiência. Testamento vital, consentimento informado, eutanásia, suicídio assistido.

    V - PSICOGERONTOLOGIA E PRESTAÇÃO DE CUIDADOS NA TERCEIRA IDADE 

    VI - ASSISTÊNCIA SOCIAL 
    Apoio social ao doente e à família. 

    VII - ABORDAGEM ESPIRITUAL DA DOENÇA, DO SOFRIMENTO, DA AGONIA E DA MORTE 
    A transformação da dor. Acompanhamento espiritual e religioso. Apoio na agonia. 

    VIII - PERDAS E LUTO 
    Acompanhamento do doente e da família nas várias etapas do processo da doença e morte. A ?Conspiração do Silêncio?. A criança perante a doença e a morte. 

    IX - TRABALHO DE EQUIPA INTERDISCIPLINAR 
    Organização, coordenação e funcionamento 

    X - APLICAÇÕES TERAPÊUTICAS 
    Casos clínicos. Painel representativo de uma equipa multidisciplinar. 
    Grupos de Encontro 
    Estágio 

Outro curso relacionado com Medicina

Utilizamos cookies para melhorar nossos serviços.
Se continuar navegando, aceita o seu uso.
Ver mais  |