Home > Centros em Portugal > ESAB - Escola Superior Agrária de Beja

Informação

A ESAB integra o Instituto Politécnico de Beja, conjuntamente com a Escola Superior de Educação (ESEB) e a Escola Superior de Tecnologia e Gestão(ESTIG).

Desde a sua criação, a ESAB esteve vocacionada prioritariamente para ministrar Cursos de Ensino Superior de três anos, conferindo aos que os frequentam, o grau Bacharel. No entanto a partir de 1999/2000 passaram a ser ministrados nesta Escola cursos de licenciatura bietápica. A ESAB passou a poder conferir para além do grau de Bacharel também o grau de Licenciado.

A ESAB começou a sua actividade em 1986/87 em regime de instalação com os cursos de Produção Animal e Produção Agrícola. No ano lectivo de 1989/90 iniciaram-se os cursos de Tecnologia das Industrias Agro-Alimentares e de Gestão.

Em 1991/92 foi criado o Curso de Estudos Superiores Especializados (CESE) em Técnicas de Regadio e Gestão da Água de Rega, cuja entrada em funcionamento ficou dependente, entre outros factores, da existência de uma exploração agrícola de regadio para apoio às aulas prácticas.

Com a criação da ESTIG o curso de Gestão passou a funcionar nesta Escola Superior desde o ano lectivo de 1995/96.

 

Foi também em 1995/96 que entrou em vigor a 1ª reestruturação dos cursos da ESAB.

Em 1999, para dar resposta às alterações introduzidas pela Lei 115/97, de 19 de Setembro, na lei de Bases do Sistema Educativo, foi apresentada ao Ministério da Educação e aprovada uma proposta de reestruturação dos cursos da ESAB. A ESAB passou a conferir, para além do grau de Bacharel, o grau de Licenciado, adoptando para todos os novos cursos o modelo bi-etápico.

Para além do Ensino, considerado prioritário, a ESAB desenvolve outras actividades:
- Investigação, Desenvolvimento Experimental e Demonstração, fundamentalmente no domínio das Ciências Agrárias;
·- Apoio à comunidade (laboratorial e consultadoria, etc.).

Estas actividades são desenvolvidas pela ESAB individualmente ou em colaboração com outras Instituições de Ensino, de Investigação ou de Apoio à Comunidade. São levadas a cabo por docentes, funcionários e técnicos em serviço na ESAB muitas vezes com a participação dos alunos, particularmente durante a realização do seu Estágio/Trabalho de Fim de Curso. Estas acções são essenciais para a formação do corpo docente, para a qualidade do ensino e para a integração da Escola na realidade empresarial a que se destinam os técnicos por ela formados.

Com a aprovação dos Estatutos do IPB em 1995, terminou o regime de instalação deste Instituto Politécnico. Em consequência foi eleita a primeira Presidência do IPB e posteriormente, em 1996 foi eleito por um período de três anos o primeiro Conselho Directivo da ESAB, o Conselho Científico passou a ter nova constituição de acordo com os Estatutos do IPB e foi criado o Conselho Pedagógico.

 
 

A ESAB funciona em vários pólos:


Na Cidade
· Edifício Central: Serviços Centrais, laboratórios, gabinetes de docentes e bar.
· "Pavilhões": salas de aula e bar.

"Quinta da Saúde" (protocolo de utilização), a cerca de 1 km de Beja na estrada para Évora: área agrícola destinada essencialmente a culturas arvense, a cultura hortofrutícolas e ainda à actividade pecuária;


"Centro Experimental" (protocolo de utilização), a cerca de 1 km de Beja na estrada para Serpa: parque de máquinas e centro de apoio à exploração agrícola, salas de aulas e gabinetes de docentes.


Herdade da Almocreva (cedência de exploração), com 150 ha, a cerca de 7 km de Beja: a exploração agrícola de sequeiro localizada entre a povoação do Penedo Gordo, vocacionada essencialmente para a produção vegetal.


Herdade das Rascas (cedências de exploração), com 150 ha, a cerca de 7 km de Beja: exploração agro-pecuária de sequeiro localizada entre a povoação do Penedo Gordo e a Boavista vocacionada essencialmente para a produção animal extensiva.

 

O Campus do IPB ocupa uma área de cerca de 7 ha, na cidade de Beja. Neste local encontra-se já em funcionamento a ESEB, os Serviços Comuns do IPB (Biblioteca, Bar, Cantina, Auditório e Serviços de Acção Social), e parte das instalações provisórias da ESAB ("Pavilhões"). No ano lectivo 1999/2000 a ESAB deixou de ocupar as instalações da Praceta Rainha D. Leonor, as quais foram cedidas a título provisório.

A primeira fase do processo de construção das novas instalações da ESAB encontra-se terminada pelo que, já no corrente ano lectivo, todos os serviços foram transferidos para as novas instalações (serviços administrativo, bar, laboratórios, gabinetes de Docentes, algumas salas de aula).

Cursos da instituição

Utilizamos cookies para melhorar nossos serviços. Se continuar navegando, consideramos que aceita o seu uso. Ver mais  |