Home>Licenciatura>Arte>Lisboa - Cidade>Licenciatura em Comunicação e Artes: Criação, Produção e Marketing das Artes [ECATI] - Lisboa - Cidade - Lisboa
 

Licenciatura em Comunicação e Artes: Criação, Produção e Marketing das Artes [ECATI]

Método: Presencial
Loading...

Solicite informação sem compromisso
Universidade Lusófona

Licenciatura em Comunicação e Artes: Criação, Produção e Marketing das Artes [ECATI] - Lisboa - Cidade - Lisboa

Nome
Apelido
E-mail
Telefone
Teléfono Fixo ou Celular [Prefijo+ nº]
 
 
 
 
Distrito
Concelho
País
Para enviar a solicitaçao, você deve aceitar a política de privacidade
* Campos obrigatórios

Em breve um responsável de Universidade Lusófona, entrará em contacto contigo para mais informações.
Por favor, preencha todos os campos corretamente
Imagens - Universidade Lusófona:
Universidade Lusófona Lisboa Foto
Universidade Lusófona Lisboa Foto
AnteriorAnterior
PróximaPróxima
Centro Universidade Lusófona Lisboa - Cidade Foto
Foto Centro Universidade Lusófona Lisboa - Cidade
Universidade Lusófona Lisboa Foto
Licenciatura em Comunicação e Artes: Criação, Produção e Marketing das Artes [ECATI] - Lisboa - Cidade - Lisboa Comentários sobre Licenciatura em Comunicação e Artes: Criação, Produção e Marketing das Artes [ECATI] - Lisboa - Cidade - Lisboa
Objectivos:
Não há dúvida que falar das «artes» no plural corresponde hoje a reconhecer que, na contemporaneidade, estas escaparam às categorias e códigos que as delimitavam.

A apreensão deste fenómeno passa, em primeiro lugar, por compreender o lugar da arte na modernidade e as suas trajetórias subsequentes, desde o modernismo e as vanguardas até ao que se convencionou denominar como pós-vanguarda e às artes digitais e interativas. Em segundo lugar, tornou-se numa necessidade o mapeamento das principais formas das artes e culturas contemporâneas.

Este curso de licenciatura pretende dar especial atenção à maneira como romperam e/ou alargaram o seu âmbito histórico. Esta tarefa passa por:

- Apreender as relações entre arte e corpo, dando especial atenção à biologização da arte, mas também à sua politização em termos de géneros;

- Identificar os novos espaços das artes, progressivamente mais «cronofóbicas», vindos desde a instalação ao site-specific, até aos novos espaços cibernéticos;

- Analisar como crescentemente a tecnologia se torna crucial nas novas práticas artísticas, cada vez mais pós-mediais, privilegiando o design de interfaces e acentuando o desejo de interactividade.
Conteúdo:
Temos assistido nos anos mais recentes a uma transformação substancial do tecido artístico e cultural. Essa transformação deve-se, por um lado, à presença crescente das tecnologias no nosso quotidiano e, por outro, à alteração do próprio conceito de "arte". Quer a nível da sua criação, produção e disseminação, quer a nível da sua recepção por parte dos públicos, os objectos artísticos carecem de novas abordagens que já não se coadunam com alguns conceitos adquiridos e que hoje nos parecem cristalizados. Com efeito, a interdisciplinaridade, a tecnologia, e, uma certa "democratização" da arte, alteraram substancialmente pressupostos que, ainda há poucos anos, se julgavam duradouros. Hoje em dia, as novas dinâmicas sociais implicam respostas adequadas num tempo em que a velocidade, a imaginação e a criatividade estão na ordem do dia, a par de diversas contingências que exigem abordagens objectivas e respostas inovadoras.
Compete às instituições de ensino fazer a leitura das dinâmicas sociais e adequarem a sua oferta formativa a essas dinâmicas, sob pena de ficarem desfasadas da realidade social. Este curso pretende, assim, adequar-se às transformações identificadas e à realidade
Outro curso relacionado com Licenciatura de Arte: