Home > Mestrado > Ciências Ambientais > Faro - Faro > Mestrado em Contaminação e Toxicologia Ambiental - Faro - Faro - Faro

Mestrado em Contaminação e Toxicologia Ambiental

Solicite informação sem compromisso UALG - Universidade do Algarve

Para enviar a solicitaçao, você deve aceitar a Política de Privacidade

Comentários sobre Mestrado em Contaminação e Toxicologia Ambiental - Presencial - Faro - Faro - Faro

  • Objectivos
    A crescente contaminação do ambiente por xenobióticos e agentes químicos, físicos de origem antrópica tem vindo a exercer efeitos adversos nos organismos vivos, no funcionamento dos ecossistemas, e consequentemente na saúde humana. Para fazer face a estas diversas vertentes, a criação do 2º Ciclo em Contaminação e Toxicologia Ambiental tem fundamentalmente os seguintes objectivos: a) formar profissionais capazes de avaliarem a saúde dos ecossistemas tanto dulciaquículas, como marinhos ou terrestres aptos para múltiplas saídas profissionais, quer na indústria, quer na administração pública, quer em empresas de consultadoria quer em laboratórios de investigação públicos ou privados; b) formar profissionais com formação avançada e actualizada nos vários campos em que a contaminação e a toxicologia ambiental são actualmente ferramentas fundamentais; c) Desenvolver técnicas de avaliação e risco em contaminação e toxicologia ambiental geral; d) Conhecer novas tecnologias sobre o efeito de contaminantes, com aplicações quer nos sectores industrial ou ambiental ou mesmo clínico; e) possibilitar uma interface entre a formação científica básica, adquirida em diferentes licenciaturas e a especialização necessária para um desempenho direccionado a uma saída profissional ou para o desenvolvimento de investigação científica, nomeadamente através da realização de um doutoramento (3º ciclo).
  • Titulação
    Mestre em Contaminação e Toxicologia Ambiental
  • Conteúdo
    Este formato de continuidade de estudos entre os 1.º e 2.º ciclos reflecte as indicações veiculadas pela Ordem dos Engenheiros sobre os requisitos mínimos para a acreditação de cursos de engenharia (cursos abrangidos por um ciclo de estudos integrado, traduzidos por um total 300 ECTS e 10 semestres curriculares), uma vez que confere a capacidade e responsabilidade de intervenção a todos os níveis de actos de engenharia. Assim, para desempenhar as actuais funções da categoria profissional de Engenheiro do Ambiente, os alunos necessitarão de realizar um ciclo de estudos integrado em Engenharia do Ambiente.

    Os profissionais formados neste ciclo integrado obtêm formação suficiente e compatível com as actividades de planear, projectar, executar processos e implementar tecnologias que articulem as dimensões ambiental, social, económica, institucional e cultural.

    O mestre em Engenharia do Ambiente será, assim, capaz de aplicar os conhecimentos adquiridos à resolução de problemas ambientais, nomeadamente quanto a:


    i) formulação do problema;
    ii) identificação das causas;
    iii) identificação das consequências;
    iv) identificação dos processos (físicos, químicos, biológicos, sociológicos, económicos, entre outros) envolvidos; v) capacidade para seleccionar ferramentas apropriadas para avaliação do problema;
    vi) capacidade para seleccionar ferramentas para a sua resolução;
    vii) capacidade para se integrar em equipas multidisciplinares na área do ambiente e de ser capaz de compreender e comunicar informação científica;
    viii) capacidade de ponderação dos aspectos científicos, sociais e éticos;
    ix) capacidade de gestão, planeamento e projecto de engenharia. Este mestrado tem uma base de formação na especialidade de Engenharia do Ambiente que se pode desdobrar nas seguintes áreas de especialização: Avaliação e Gestão Ambiental, Economia Ambiental, Energias Renováveis, Gestão Costeira, Modelação Ambiental, Saúde e Ambiente, Tecnologias Ambientais.

Outro curso relacionado com Ciências Ambientais

Utilizamos cookies para melhorar nossos serviços. Se continuar navegando, consideramos que aceita o seu uso. Ver mais  |